04/01/2017 às 10h18min - Atualizada em 04/01/2017 às 10h18min

Consumidores irão pagar pelas despesas com cartão ou terão desconto ao pagar em dinheiro?

O governo publicou terça-feira (27/12) a Medida Provisória que permite ao comércio cobrar preços diferentes de quem paga com cartão de crédito ou com dinheiro.

Talvez você não saiba, mas há um custo operacional para as empresa manterem as “maquininhas” em seus estabelecimentos, em média, de 3% a 5%, além de terem de aguardar um mês para receber o valor da “venda à vista” efetuada via Cartão, sem contar em valores fixos cobrados a título de aluguel do aparelho e das próprias operadoras de Cartões.

Com a MP os varejistas poderão descontar esse custo no preço final do produto ou serviço fornecido ao consumidor.

Muitos estão criticando a Medida sob o argumento de que dessa forma, transfere-se para o consumidor as despesas e os riscos do negócio. Pura inocência, pois é obvio que ao calcular o preço final a ser repassado para o consumidor, todo empresário coloca seus custos, dentre eles os operacionais, como é o caso dos destinados a manter vendas com Cartão.

Seguindo o raciocínio acima, a MP tem um defeito, deveria, invés de facultar o desconto, deveria obrigar o varejista a concedê-lo em casos de pagamento em dinheiro.

Sendo assim, da próxima vez que você for pagar em dinheiro, poderá exigir o desconto por não optar pelo pagamento em Cartão.

Link
Relacionadas »